Making of: As Ruínas de Angoera

Há algum tempo atrás, em um dos vários cursos de Mangá que ministrei no Senac, aproveitei a deixa para desenvolver uma personagem. A ideia era participar do mesmo processo criativo a que os alunos estavam passando no decorrer do curso. Além de ter sido um recurso didático muito divertido e proveitoso, essa brincadeira rendeu-me Eliza, a minha elfa louca mercenária sem coração! Na ocasião, a exemplo dos alunos, criei uma pequena história de quatro páginas para a Eliza. Passado mais algum tempo, expandi essa história em um conto intitulado “As Ruínas de Angoera”. Finalmente, em 2013, resolvi transformar esse conto em Mangá e o resultado dos primeiros esboços você confere agora.

1268011_559202547461985_1758926790_o

1268403_559435640772009_341840207_o

1273811_559241154124791_1595170008_o

1385098_559849904063916_1701581010_n

1385481_560047140710859_1416164237_n

1393526_561658683883038_1984352471_n

1374963_562322160483357_760739600_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s