O poder do sketchbook

Não é de hoje que artistas, desenhistas, ilustradores, designers e afins utilizam o caderno de rascunhos para registrar suas ideias. E não é novidade também que uma obra não nasce pronta, mas passa por todo um processo de criação. Atualmente os famigerados cadernos estão cada vez mais populares e com nomes pomposos como sketchbook e moleskine (apesar desse último ser uma marca, creio eu). Pelo sim ou pelo não, o importante mesmo é rabiscar, seja num caprichado caderno industrializado, em um diário gráfico costurado à mão ou simplesmente em bloquinhos de anotação de seminários, guardanapos ou punhados de papel encadernados em espiral. Abaixo, duas imagens que estarão no livro “Rabiscos 2: O processo criativo”, que trará justamente esses “garranchos” do dia-a-dia, seja para trabalhos comerciais ou feitos pelo puro prazer de rabiscar.

digitalizar0006

digitalizar0010

Anúncios

Uma resposta em “O poder do sketchbook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s