Portfólio: ilustrações empresariais

Como tratar de temas sérios utilizando o bom humor? Foi o que a escritora Simone Pessoa descobriu no texto para o seu livro “Armadilhas Empresariais: Percorrendo o campo minado das organizações”, que aborda assuntos como comunicação, planejamento, liderança e ética de forma descontraída e leve, mas sem perder o foco na seriedade. As ilustrações de capa e miolo ficaram sob minha responsabilidade e pude transmitir o bom humor que o texto pedia. Veja mais trabalhos clicando aqui. capa do livro_final ilustracao 01_final ilustracao 03_final ilustracao 06_final ilustracao 09_final ilustracao 11 ilustracao 14_final

Portfólio: ilustrações de futebol

Aproveitando o clima de futebol que começa a tomar o país, relembro um trabalho muito bacana que realizei para o Senac. Trata-se das ilustrações para a agenda 2012, cujo briefing pedia para abordar o sucesso dos alunos da instituição, Copa do Mundo e as áreas que o Senac atende. A partir daí, surgiu o tema “um país de vencedores” e passei a focar as ilustrações ainda mais nos profissionais formados ano a ano. Assim, surgiu a ideia de pegar depoimentos de ex-alunos e transformá-los em ilustração com poses de comemoração de gol! Essas ilustrações, que compuseram a frente das folhas dos meses, mostrarei em outras oportunidade. Abaixo, você verá a capa da agenda, com uma imensa torcida desenrolando um bandeirão com o nome “Senac”, e as ilustrações que ficaram no verso das folhas dos meses, que representam as doze cidades-sedes em abstrações dos seus principais símbolos.agenda_capa

ilustracao eixo 12_sao paulo

ilustracao eixo 11_salvador

ilustracao eixo 10_rio de janeiro

ilustracao eixo 09_recife

ilustracao eixo 08_porto alegre

ilustracao eixo 07_natal

ilustracao eixo 06_manaus

ilustracao eixo 05_fortaleza

ilustracao eixo 04_curitiba

ilustracao eixo 03_cuiaba

ilustracao eixo 02_brasilia

ilustracao eixo 01_belo horizonte

Demonstrações em sala de aula

A correria do dia-a-dia é tão grande que às vezes não sobra tempo para praticar. É na sala de aula, com a companhia dos meus padawans, que aproveito para manter em dia o exercício “físico” da arte. O ambiente, claro, é todo propício, já que toda a sala “respira” criatividade. Como ministro disciplinas bem variadas, como Desenho Vetorial, Desenho Artístico, Desenho de Moda, Expressão Gráfica, Imagem Digital e Editoração Eletrônica, os “rabiscos” são igualmente diversificados, que vão desde estudos de demonstração na lousa e computador até desenhos inusitados feitos ao bel prazer da inspiração no sketchbook. Confira:

1658596_637091319673107_1484290454_o

1898723_637091316339774_1398673364_o

1939540_637091143006458_1146755054_o

1909397_637091233006449_685624582_o

1941452_636303423085230_1874128469_o

1961774_636303523085220_1323271675_o

1980118_636303633085209_230168510_o

10001323_638602609521978_176269824_n

1492227_638716262843946_115354622_o

1503351_638602222855350_810075276_n

1620363_640345096014396_1287475188_n

1897800_640000916048814_617351787_n

1901786_638602512855321_141892992_n

1958202_638602099522029_1045632251_n

10001533_638602346188671_928269817_n

1899585_633693213346251_909906371_o

1658726_636947376354168_1179643098_o

1239248_637303356318570_690381332_o

1619253_636948129687426_757091659_n

1912112_640377682677804_1042832608_o

 

Painel de boas-vindas para a Estácio

Aproveitando o início do semestre e a chegada dos novos padawans ao Centro Universitário Estácio do Ceará, desenvolvemos um painel de boas-vindas para receber de braços abertos as novas turmas. Com projeto gráfico e ilustração de minha autoria, o painel medindo 2x2m foi produzido para as unidades Via Corpvs, Moreira Campos e Parangaba.

Print

A arte perdida dos croquis em design

Um dos significados da palavra “design” é desenhar. No entanto, uma das – inúmeras – dúvidas de designers iniciantes (ou não) é se precisam saber desenhar para exercer o seu ofício. É notório – e óbvio – que a evolução tecnológica, sobretudo em softwares gráficos, fez com que o traço à mão livre (entenda-se “rabiscar” no papel) perdesse muito do espaço que tinha em mil novecentos e antigamente (!), quando designers realmente projetavam suas peças gráficas à mão, sem Ctrl + Z! Hoje em dia não é extremamente necessário que o profissional saiba desenhar. Mas ajuda muito na hora de projetar rapidamente ideias no papel (ou no guardanapo, dependendo de onde o cara estiver!). Em minha aulas de Desenho Artístico para Designers, procuro estimular a prática do rabisco livre, até chegar na criação de croquis. Os exercícios são simples, como pegar uma peça já pronta e imaginar como seria a sua versão em croqui. Em seguida, testar novas possibilidades de diagramação em novos rabiscos. Esse tipo de arte, tão importante para o Design de Moda, perdeu-se muito no Design Gráfico e vem morrendo pouco a pouco no Design de Interiores. Seja pela falta de tempo ou pela evolução tecnológica. Mas uma coisa é certa: os softwares são apenas mais uma ferramenta de trabalho e aprender técnicas de desenho nunca fez mal a ninguém.

1459283_579205632128343_87652625_n

1457563_579210012127905_1939540156_n

1458609_579230448792528_388717294_n

1424315_582141911834715_1182024273_n

1266468_556839581031615_819267305_o